Euclides da Cunha tinha toda razão. O nordestino é antes de tudo um forte. Completo quinze dias no sertão esta semana. Vivi muita coisa, vi muito mais, aprendi o que levaria anos para aprender.

O sertanejo é um herói invisível aos olhos do Brasil. Resiliente e aguerrido, vence os elementos dia após dia. É orgulhoso de suas raízes e culturas, de sua força e sua bravura. Quem me dera ter uma pitada dessa coragem e dessa fibra. Quantas lágrimas teria evitado.

  • Herói brasileiro, o povo sertanejo pede passagem, segue viagem, sua sina e seu destino. Não abaixa a cabeça e não se dá por vencido. A ele, toda a honra e respeito. Lhes é de direito.